Pular para o conteúdo principal

Fechando Março/2015


Eu sei que sou repetitiva, mas MEUDEUS, mais um mês se concluiu. Vem ver o que eu li...


Eu acredito que vou ter que ajustar minha meta de leituras para o ano, se tirar por esse mês de março. Não que eu tenha lido pouco, mas aconteceram algumas mudanças na minha rotina que acabaram abalando minhas leituras.

Com o início do semestre, começou a rolar um terror entre meus colegas e eu. Semestre que vem começamos a fazer TFG, ano que vem, tem a prova da OAB, e o pior de todos, depois do ano que vem, estaremos todos desempregados. Tá certo, faltam 2 anos ainda, mas o desespero rolou legal na minha turma.

Com isso, comecei as leituras do TFG e aumentei as horas de estudo, o que tem me deixado super cansada.

Enfim, vamos ao que importa. Foram 12 leituras, totalizando 3 atrasados na minha meta de 3 por semana. Seguem:

1- Minha Breve História - Stephen Hawking
2- Sombras da Primavera - Keila Gon
3- Primo Basílio - Eça de Queiroz
4- Os Segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn
5- A Vida, o Universo e Tudo Mais - Douglas Adams
6- O Homem da Areia - E. T. A. Hoffmann
7- Um Coração Singelo - Gustave Flaubert
8- Rebecca - Daphne du Maurier
9- O Fim do Poder - Moisés Naim
10- O Último Homem do Mundo - Tais Cortez
11- Não Sou uma Dessas - Lena Dunham
12- Geek Love - Eric Smith

Até o Um Coração Singelo, comentei rapidinho em vídeos no YouTube. Os outros ainda estou devendo, porque, não deu para gravar vídeos (o plano é que essa semana, recupere o atraso).

Não parece que foi nesse mês que li o livro do Stephen Hawking. Ao mesmo tempo em que passou super rápido, foi recheado. Teve várias viagens para casa, teve visitas da mãe e de amigos aqui, fiquei doente nessa última semana. 

Esse mês pretendo gravar um update dos desafios literários que me propus esse ano, até que não vão mal, tirando a meta de 156 livros (que já era ambiciosa para início de conversa, hehe).

Abril promete ser curto e recheado também. Já estou prevendo que quando menos esperarmos, o ano vai ter terminado.

E você? O que leu no mês de março? Qual foi seu preferido? Deixe nos comentários!
Siga o blog no Google Friend Connect.



Comentários

  1. Ohh que legal esse post! Nunca tinha visto post sobre o que uma blogueira leu em um mês inteirinho :3
    Sua lista é tão maravilhosa que acrescentei alguns de seus livros na minha c:
    Esse mês foi beeem puxado na faculdade, por isso minha meta de 10 livros não foi cumprida :/ mas consegui ler 3 livros da Agatha Christie e O Homem Invisível de Wells. Pela correria até me surpreendi por ter conseguido ler algo! Hehe
    Amei seu blog! Muito cute! *o*
    Beeijos, Ingrid.

    www.utopianuvem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | As Florestas do Silêncio - Emily Rodda

Deltora Quest - Livro 1 Editora : Fundamento Páginas : 104 Estrelas :  ✬ ✬ ✬ ✬ Skoob Publicado originalmente em 2000 com o título de The Forests of Silence O maligno Senhor das Sombras está tramando invadir Deltora e escravizar o seu povo. Há somente uma coisa que o impede: o mágico Cinturão de Deltora com suas sete pedras preciosas de fantástico e misterioso poder. Quando as pedras são roubadas e escondidas em locais sombrios e terríveis em todo o reino, o Senhor das Sombras triunfa e Deltora está perdida. Em segredo, com apenas um mapa desenhado à mão para guia-los, dois estranhos companheiros saem numa perigosa busca. Determinados a encontrar as pedras perdidas e livrar seu país do tirano, eles lutam para atingir sua primeira meta - as sinistras "Florestas do Silêncio".

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro