Pular para o conteúdo principal

Conclusão da Maratona Literária!

Eu contei para vocês que iria participar da Maratona Literária. Hoje vim contar como foi a experiência! Estou um pouco atrasada, a maratona acabou no dia 16, mas acho que ainda conta, né?


Eu consegui concluir todas as leituras que tinha proposto, mas não sem alguns tropeços no caminho. Acabei descobrindo que estipular livros certos para ler não funciona muito comigo!

1. Jogos Vorazes


Jogos Vorazes foi  bem tranquilo, gostei bastante de ler e já tem resenha aqui no blog!

2. Adormecida


Com esse livro, o negócio complicou. Eu não estava no humor certo para ler, logo nas primeiras páginas descobri que tinha como temática alienígenas e não estava preparada psicologicamente para isso. Eu escrevi a resenha dele logo que terminei a leitura, logo mais ela aparece por aqui!

3 e 4. O Jardim Secreto e Retrato Inacabado



Esses dois livros não foram também boas escolhas para uma Maratona. Não por serem ruins, nem perto disso! Os dois livros me levaram a pensar bastante e por isso, a leitura acabou sendo mais devagar.
O Jardim Secreto me levou de volta à infância, lembrei de coisas que fazia muito tempo que não pensava, foi muito legal!
Já Retrato Inacabado me fez pensar por motivos diferentes. É um livro mais pesado, tem como temática o suicídio. 
Logo mais também terá resenha dos dois aqui e eu explico melhor como foi a leitura desses dois livros!

5. Os Grandes Filósofos que Fracassaram no Amor


Por último, mas não menos importante, um livro de não-ficção. Eu esperava mais dele, porém não foi uma decepção. É um livro bastante rapidinho de ser lido e se você se interessa pelo tema, vale a leitura!

Concluindo...

Eu nunca tinha participado de nada como essa Maratona e adorei a experiência! Com certeza no futuro vou tentar novamente, porém talvez uma outra modalidade. Acho que teria mai sucesso numa Maratona que contasse com quantidade do que títulos certos.

Foi estranho porque não só eu me senti presa aos títulos que tinha pré-estabelecido, mas também com a ordem dos desafios. Acabei lendo bem aquém do meu normal.

Enfim, dei um impulso no novo ano lendo coisas fora da minha zono de conforto e só por isso, já vale a pena!

Você participou da Maratona também? Gostaria de participar? O que você andou lendo nesse início de ano? Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários

  1. Rafa, é uma delícia quando a gente consegue cumprir um objetivo, não é mesmo? <3
    Uma pena que você não tava no momento certo para Adormecida. Eu adorei esse livro!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Eu sou fanática por listas e principalmente por riscar as tarefas dela! haha
      Pois é, eu não sei qual foi o meu problema com Adormecida, talvez foi por que eu não sabia da temática mais alienígena, ou quem sabe a personagem me irritou. Não sei... hehe

      Beijos!

      Excluir
  2. Oie, eu participei do desafio e consegui ler 4 dos 5 livros propostos. Eu desisti do livro infantil porque não estava no clima para essa leitura. Eu gosto de participar de maratonas para avançar nas leituras, mas odeio me obrigar a ler um livro. Parabéns pelas leituras!
    Beijos
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu fiquei bem dividida entre cumprir minha meta e ler o que estava com mais vontade de ler. Na próxima maratona, acho que farei como vc, Aline, se estiver afim, leio; se não, não.
      Obrigada e beijos!

      Excluir
  3. Rafa,

    Não sabia da existência dessa maratona. Gostei do formato, mas tenho certeza de que não funcionaria comigo. Não consigo cumprir metas tão específicas de leitura. Acabo sempre lendo algo sem vontade e estragando a leitura, sabe?

    Mas, teve o lado bom , que foi você sair da sua zona de conforto. Acho muito válido esse tipo de experiência. Dos que você leu, li Jogos Vorazes e O Jardim Secreto! Amei os dois.

    Fiquei curiosa para saber o que você achou do livro da Agatha. Vou aguardar a resenha :)

    Beijos e boas leituras para você

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo ctg, Michas! Acabei lendo sem vontade, principalmente Adormecida.

      Acho que logo mais posto a resenha do Retrato Inacabado! Eu sei que vc gosta da Agatha! hehe

      Bjs

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora : Bertrand Páginas : 728 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e persever