Pular para o conteúdo principal

Resumão de Janeiro!


O que rolou por aqui nesse mês!

Resenhas:
1. Divergente - Veronica Roth
2. Boneco de Neve - Jo Nesbo
3. Insurgente - Veronica Roth
4. Chá de Sumiço - Marian Keyes
5. Jogos Vorazes - Suzanne Collins
6. Convergente - Veronica Roth
7. O Jardim Secreto - Frances Hodgson Burnett
8. Círculo - Mats Strandberg e Sara B. Elfgren
9. A Redoma de Vidro - Sylvia Plath (Projeto 1001)
10. Veneno - Sarah Pinborough

Colunas:
1. Mini-leituras #1
2. Quotes #1
3. Chegou #2
4. Conclusão da Maratona Literária
5. Projeto 1001 Livros para Ler Antes de Morrer

Lidos:
1. Jogos Vorazes - Suzanne Collins
2. Adormecida - Anna Sheehan
3. O Jardim Secreto - Frances Hodgson Burnett
4. Os Grandes Filósofos que Fracassaram no Amor - Andrew Shaffer
5. Retrato Inacabado - Mary Westmacott (Agatha Christie)
6. Lyrics Without Music - Nick Gerrard
7. Veneno - Sarah Pinborough
8. Feitiço - Sarah Pinborough
9. A French Girl in New York - Anna Adams
10. A Redoma de Vidro - Sylvia Plath
11. A Culpa é das Estrelas - John Green
12. Os Contos de Beedle, o Bardo - J. K. Rowling
13. Maldosas - Sara Shepard

O que você leu em janeiro? Deixe nos comentários!


Comentários

  1. OMG! O seu resumão de janeiro me fez parecer tão preguiçosa, ahahahah
    Foi muita coisa que você fez/leu, parabéns! Vou me inspirar em você pra fevereiro, hahaha

    Beijos,

    Mari
    caixadamari.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha capaz! Eu estou aproveitando as férias! Mês que vem, voltam as aulas e o ritmo cai um pouco, só nas férias de meio de ano daí hahaha
      Obrigada e beijos!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro

Vi na Livraria | A Taberna - Émile Zola

Um livro depravado do século XIX.