Pular para o conteúdo principal

Resenha | Feitiço - Sarah Pinborough

Saga Encantadas - Livro 2
Editora: Única
Páginas: 248
Estrelas: 4/5
Skoob
Publicado originalmente em 2013 com o título de Charm

Confira a resenha do primeiro livro da saga, Veneno, aqui!


Você se lembra da história da Cinderela, com sua linda fada madrinha, suas irmãs feias e um príncipe encantado? Então esqueça essa história, pois nesta releitura de Sarah Pinborough ninguém é o que parece. Em um reino próximo, a realeza anuncia um baile que encontrará uma noiva para o príncipe e parece que o desejo de Cinderela irá ganhar aliados peculiares para ser realizado. Contudo, não será fácil: ela não é a aposta de sua família para esse casamento real, e sua fada madrinha precisa de um favorzinho em troca de transformar essa pobre coitada em uma diva real. Enquanto isso, parece que Lilith não está muito contente com os últimos acontecimentos e, ao mesmo tempo em que seu reino parece sucumbir ao frio, ela resolve usar sua magia para satisfazer suas vontades.



Lembra daquelas paixões que toda menina tem? Talvez por um ator de Malhação ou o vocalista da sua banda preferida? Ou quem sabe por um príncipe? A Cinderela desse livro é exatamente assim! Ela é platonicamente apaixonada pelo príncipe do seu reino, assim como todas as outras moças. Ela se agarra ao seu retrato de noite e dá asas a algumas fantasias bem safadinhas com o amado. Cansada de brincar sozinha, tem até um amigo que "dá uma mãozinha" nas horas de aperto.

Na noite do Baile da Noiva Real, uma "fada madrinha" que nós já conhecemos, oferece à ela uma troca. Ela garante que o príncipe vai escolhê-la para esposa se ela se comprometer a procurar em todos os cômodos do castelo uma coisa que está escondida.

Para quem já leu Veneno, fica bastante óbvio no início que príncipe lindo é esse e o que Cinderela tem que buscar no castelo. Assim como quem é o ratinho que andava seguindo ela essa última semana!

Esse livro é melhor do que o primeiro! Se existe mesmo a "maldição do segundo livro", Feitiço se escapou! Nessa história temos mais um pouco sobre João e Maria e também Robin Hood. Além deles, temos mais destaque para o papel do caçador e que safadinho esse caçador! 

Eu comentei na resenha de Veneno que se alguns furos não fossem tapados, eu consideraria erros crassos de continuação. Infelizmente, acho que as dúvidas que eu tive na leitura dele não serão respondidas. Em Feitiço também tem erros parecidos com os que identifiquei no primeiro livro da saga. É uma pena, se não fosse isso, acho que gostaria muito mais dos livros. Se esses vícios fossem sanados, a história teria mais profundidade.

O final desse livro me dividiu bastante! Não sei se gostei ou não gostei. Só sei que foi chocante! Eu não estava nem um pouco esperando por isso. Não é um final clássico de contos de fadas, nem tínhamos pistas ao longo da leitura para adivinhá-lo, porém fez todo o sentido. Dentro da proposta da autora, foi um final consistente.

Eu não vejo a hora de pegar o próximo! São leituras tão rápidas e tão envolventes, você não precisa parar para pensar, só aproveitar a leitura. O terceiro e último livro da saga se chama Poder!

Você já leu essa série? Tem alguma recomendação de releitura legal? Deixe sua opinião nos comentários!



Comentários

  1. Rafa,

    Nunca li nenhum livro dessa série, mas gostei da sua sinopse. Acho que rolou uma febre de adaptações de contos de fadas há um tempo atrás, né? Once Upon a Time, Alice de Tim Burton, João e Maria... ta (ou tava) em alta. Não sei quais são os vícios de que você fala no livro, é alguma coisa gramatical ou de repetição? Fiquei sem saber...

    Apesar de estar tentando fugir um pouco de livros YA, acho que posso colocar esse na lista de espera, hahaha

    Beijos,

    Mari
    caixadamari.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie! Td bom? Acho que tá rolando mesmo uma modinha de adaptações de contos de fadas, mas eu ainda sou "verde" na tendência, não tive muitas experiências e estou gostando! haha

      Os erros que eu menciono são erros de continuação na personalidade das personagens, sabe? São descritas de uma maneira e acabam tomando atitudes opostas, coisas desse tipo. Aliás, obrigada por perguntar! Vou dar uma caprichada nas próximas haha

      Ah, e essa saga não é YA. Ela tem um lado até puxando pro erótico, embora não seja o foco.

      Beijos!!

      Excluir
  2. Oi, Rafa!

    Eu, particularmente, curto muito coisas relacionadas aos contos de fadas. Eu só li Veneno - por enquanto -, e já tinha ouvido que Feitiço é melhor mesmo (o que é ótimo, pq não achei Veneno tão ruim, achei bom). O final dele me deixou bem curiosa quanto aos "desdobramentos" seguintes e agora vc me deixou mais curiosa ainda! Sobre as respostas, eu li que saem no terceiro livro, amarrando as pontas (e assim esperamos, né, ninguém merece livro sem "final").

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!
      Aaah! Não sabia desse "rumor" que tudo se arruma no terceiro livro *.* com certeza vai subir no meu conceito!
      Eu gostei dessa série também ;)
      Bjs

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

Resenha | Eu Fui a Melhor Amiga de Jane Austen - Cora Harrison

Editora: Rocco
Páginas: 320
Estrelas: ✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2010 com o título de I Was Jane Austen's Best Friend

Chega ao Brasil o livro: "Eu fui a Melhor Amiga de Jane Austen" da autora Cora Harrison. A história tem o objetivo de introduzir os mais jovens ao empolgante mundo dos livros de Jane Austen. O livro traz uma combinação entre fatos históricos e ficção, apresentando a relação entre as adolescentes Jane Austen e sua prima Jenny Cooper.