Pular para o conteúdo principal

#FridayReads 13/06


O fracasso dessa semana de leituras e as esperanças para o próxima!


Oie, td bom?

Semana passada, eu tinha deixado dito que era semana de provas e que minhas perspectivas com relação à leituras estavam bem desesperançosas. Só que... foi pior do que o previsto haha

Eu terminei de ler The Lover's Dictionary, do David Levithan. Uma leitura bem prazerosa e diferente. É a história de um romance contada através de palavras ordenadas, como num dicionário. Super fofo e adorei conhecer, finalmente, o autor.

Comecei a ler o segundo volume da série Pretty Little Liars - Impecáveis, da Sara Shepard. E parei na metade, por enquanto. Eu fiquei tão cansada de ler tanta coisa para as provas que no tempinho que tive para relaxar, acabei terminando de rever Charmed.


São 8 temporadas com aproximadamente 24 episódios cada. Ou seja, foi um desafio. Tinha começado a assistir ainda nas férias de verão e terminei ontem. Já estou com saudades e com um pouquinho de ressaca também. Chorei bastante no último episódio. É difícil se separar de personagens que acabam ficando tão familiares e parte do dia-a-dia hehe

O Sal da Vida e Um Estudo em Vermelho dormiram ao meu lado a semana inteira, só esperando que eu os pegasse, porém, ficaram negligenciados. Porém, agora falta pouco para terminar as provas na faculdade. Hoje de noite, faço uma e na semana que vem, mais duas e aí, se tudo der certo, passo meu aniversário em férias *.* 

Eu não sei ainda o que eu pretendo ler na semana que vem. Quero terminar Impecáveis e continuar a leitura de How to be a Woman, fora eles, se o tempo permitir, estou pensando em pegar um romance que chegou aqui em casa essa semana. Estou babando por ele desde o lançamento e não sei se consigo esperar muito mais para lê-lo hehe

E você? O que pretende ler nesse fim de semana? Deixe nos comentários!

Comentários

  1. Hello, Rafa! Essa semana pra mim também não foi uma das melhores em relação a leitura, a não ser pelo fato que agora tenho um livro preferido que sei que vou ler mais de quinhentas vezes. Esse final de semana eu pretendo terminar "Maze Runner: Correr ou Morrer", do James Dashner e começar Battle Royale, do Koushun Takamy! (Devo ter escrito nomes errados)

    http://gabryelfellipeealgo.blogspot.com.br/
    El Costa - Confins Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wow, leituras que quero fazer e espero que sejam ótimas hehe

      Bjs!

      Excluir
  2. Eu estou lendo à passos de tartaruga bêbada o meu A Dança dos Dragões. Não quero terminá-lo rsss, mas tbm não estou fazendo nenhuma outra leitura, aí fico meio empacada...
    Tbm amo e odeio últimos episódios de séries... Amo pq obviamente, quero saber q fim o povo leva, mas odeio por motivos mais óbvios ainda... acabou, não tem mais :(
    Nunca vi Charmed, mas nem quero me comprometer com série nenhuma agora, pra ser sincera estou me desfazendo de algumas por excesso rss...

    Boas provas!!!

    Beijoo

    Blog Subexplicado

    ResponderExcluir
  3. Qero bastante ler algo do David Levithan.. O q pretendo ler e o every day pq e ounjco q tenho dele aqui...ja pretty little liars nao me chama atençao.. Nem a série de livros nem o seriado..
    Ja charmed fiquei curiosa!
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já li The Lover's Dictionary, do Levithan e gostei bastante. Veremos com todo dia...

      Beijoos!

      Excluir
  4. Oie, tudo bom?
    Esse fim de semana eu li O Teste da Única que é o 5º livro da Maratona Eu sou Doideira. Não finalizei a maratona, mas achei minha quantidade de livros lidos bem considerável. Recomendo muito O Teste.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora : Bertrand Páginas : 728 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e persever