Pular para o conteúdo principal

Mini-Opiniões | Retrato de uma Starter - Lissa Price

Editora: Novo Conceito
Páginas: 27
Estrelas: ✬✬
Skoob

Publicado originalmente em 2012 com o título de Portrait of a Starter.

Retrato de Uma Starter - Uma Descoberta é um conto introdutório ao livro Starters, lançamento da editora Novo Conceito no mês de julho.

Se eu tivesse que decidir baseada nesse conto se leria ou não a duologia Starters, teria de dizer que não. Não leria. Ele retrata dois jovens que vivem mal, fala sobre uma Guerra dos Esporos e sobre um encontro que a, suponho, protagonista tem.

Esse conto, além de super curto, não serve como introdução da história. Não explica sobre o que o livro trata, não me deixou curiosa e nem foi prazeroso de ler. Ele é o que o título diz, um retrato. Porém, um retrato do que, eu não sei, terei que descobrir lendo o livro Starters mesmo.

Comentários

  1. Não sabia que a duologia tinha esse conto de apresentação. Achei bem legal a ideia. Infelizmente acho que não deu muito certo com você... acho que deveriam ter caprichado mais e feito de uma forma que deixasse os leitores curiosos para começar a ler a duologia.

    Curti muito o blog e já estou seguindo! (Se puder retribuir).
    Estarei sempre por aqui, Abraços!
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, acho que talvez seja um extra para fãs da série. Comigo não deu hehe
      Beijos!

      Excluir
  2. Vixi.. Que oena que a introdução nao e uma introducao hehehe
    Quero ler a série mas nao e lriroridade nao!
    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu li Starters e odiei, só gostei do final e fiquei curiosa pela continuação, mas não vou nem ler pq não gostei nem um pouco do primeiro.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha também me frustro com livros que só se salvam no final.
      Beijos

      Excluir
  4. Que curtinho o conto. Eu não sabia que ele era uma espécie de introdução, que pelo visto não serviu de muita coisa hahaha
    Essa duologia é bem contraditória... ainda não sei se leio ou não ;S

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda quero ler, mas tá embaixo de uma pilha hahaha
      Beijos

      Excluir
  5. Estava querendo ler Starters e esse conto não me animou nem um pouco kkkkk mas ainda assim pretendo ler e espero gostar, pelo menos só vi resenhas positivas sobre ele.
    Beijo!
    Books Many Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comece pelo livro mesmo! Quem sabe o conto é só um "extrinha" haha

      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro

Vi na Livraria | A Taberna - Émile Zola

Um livro depravado do século XIX.