Pular para o conteúdo principal

20 livros mais impactantes escritos por mulheres!


O Guardian publicou uma lista com os 20 livros que mais mudaram vidas escritos por mulheres. Alguns, eu já li, outros nem conheço.


Para quem tem um projeto de ler 1001 livros, o que são 20? Vou incluí-los na minha listinha da vida!


1) To Kill a Mockingbird – Harper Lee (O Sol é para Todos)

2) The Handmaid's Tale – Margaret Atwood (A História da Aia)

3) Jane Eyre – Charlotte Brontë

4) Harry Potter – JK Rowling

5) Wuthering Heights – Emily Brontë (O Morro dos Ventos Uivantes)

6) Pride and Prejudice – Jane Austen (Orgulho e Preconceito)

7) Rebecca – Daphne du Maurier

8) Little Women – Louisa May Alcott (Mulherzinhas)

9) The Secret History – Donna Tartt (A História Secreta)

10) I Capture the Castle – Dodie Smith (Não encontrei tradução)

11) The Bell Jar – Sylvia Plath (A Redoma de Vidro)

12) Beloved – Toni Morrison (Amada)

13) Gone With the Wind – Margaret Mitchell (E o vento levou)

14) We Need To Talk About Kevin – Lionel Shriver (Precisamos falar sobre o Kevin)

15) The Time Traveller's Wife – Audrey Niffenegger (A Mulher do Viajante no Tempo)

16) Middlemarch – George Eliot

17) I Know Why the Caged Bird Sings – Maya Angelou (Eu sei por que o pássaro canta na gaiola)

18) The Golden Notebook – Doris Lessing (O Carnê Dourado)

19) The Colour Purple – Alice Walker (A Cor Púrpura)

20) The Women's Room – Marilyn French 

Já leu algum destes? Deixe nos comentários!

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro

Vi na Livraria | A Taberna - Émile Zola

Um livro depravado do século XIX.