Pular para o conteúdo principal

Resenha | Boneca de Ossos - Holly Black

Editora: Irado (Novo Conceito)
Páginas: 224
Estrelas: ✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2013 com o título de Doll Bones

POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...


Poppy, Alice e Zach são vizinhos e brincam juntos. Eles elaboram histórias incriveis com seus bonecos. Explorando terras desconhecidas com piratas, tesouros e donzelas. Na casa de Poppy tem uma boneca trancada num armário de vidro, tão exótica e proibida (sua mãe não deixa que a toque) que praticamente pede para que haja um mistério em sua história, e não demora muito para eles a incluírem na brincadeira.

Zach e seu pai se desentendem e ele abandona a brincadeira pela metade. E aí está o grande twist da história. Se é real ou é mentira, não sei dizer, vocês terão de ler para tirar suas próprias conclusões, mas a boneca fala com Poppy e conta sua história. A partir daí, eles embarcam numa aventura.

Eu gostei bastante da leitura, mesmo não sendo o público alvo dela. Lembrou-me da série Goosebumps (resenha de um dos livros da série aqui). Os mistérios do livro lembram brincadeiras infantis e não saber se é real ou não, fez o diferencial o livro.

Zach e Alice embarcam na história contada pela Poppy, mas eles mesmos duvidam do que ela conta. Geralmente, ela tem as melhores ideias para as brincadeiras, será que está inventando isso também?

O e-book tem ilustrações legais - estou desenvolvendo um apego por livros com ilustrações. Além disso, está bem formatado e pronto para a leitura.

Eu recomendaria o livro para crianças, principalmente, mas também para "jovens adultos" como eu, que gostam de histórias com um toque de magia infantil. Ele se encaixaria no gênero mistério, com pitadas de terror e bastante aventura. Quero ler mais livros da autora, estou de olho no A Menina Mais Fria de Coldtown.

E você? Já leu? Pretende ler? Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários

  1. Olá!
    Gostei da resenha!
    Estou lendo esse livro agora, ainda estou na metade, mas estou gostando bastante, a escrita da autora, o fato de ter ilustração também é muito bom :)
    Espero não me decepcionar com o final rs
    Também estou de olho em "A Menina Mais Fria de Coldtown"
    Beijos
    Dri
    http://livrosleituraseleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dri!
      Espero que vc goste do livro. Ele não é daqueles "noooossa, mudou minha vida" mas é divertido hehe

      Beijão!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | As Florestas do Silêncio - Emily Rodda

Deltora Quest - Livro 1 Editora : Fundamento Páginas : 104 Estrelas :  ✬ ✬ ✬ ✬ Skoob Publicado originalmente em 2000 com o título de The Forests of Silence O maligno Senhor das Sombras está tramando invadir Deltora e escravizar o seu povo. Há somente uma coisa que o impede: o mágico Cinturão de Deltora com suas sete pedras preciosas de fantástico e misterioso poder. Quando as pedras são roubadas e escondidas em locais sombrios e terríveis em todo o reino, o Senhor das Sombras triunfa e Deltora está perdida. Em segredo, com apenas um mapa desenhado à mão para guia-los, dois estranhos companheiros saem numa perigosa busca. Determinados a encontrar as pedras perdidas e livrar seu país do tirano, eles lutam para atingir sua primeira meta - as sinistras "Florestas do Silêncio".

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro