Pular para o conteúdo principal

O que tenho assistido (1)


Eu sei que falar sobre filmes e séries é papel do Raul, porém, queria comentar com vocês algumas séries que tenho assistido e gostado!



My Mad Fat Diary é uma série britânica contada pela Rae, que voltando de um instituto psiquiátrico encontra um grupo de amigos, seu primeiro amor e briga com o peso.

Se passa nos anos 90, então é recheada de referências super legais, inclusive musicais. Além disso, é britânica e humor britânico é divo. Trata de temáticas adolescentes, como relacionamentos, amizades, primeiras experiências com álcool e sexo.


Jenna é uma blogueira e enquanto desabafava no blog sobre um dia muito ruim, vai ao banheiro pegar comprimidos para dor e tem um acidente, despencando de cabeça, o que é entendido como uma tentativa de suicídio. Essa é a premissa inicial dessa divertidíssima série.

De resto, ela segue como uma série adolescente. Mas é divertida e seus episódios tem só 20 minutos, então, dá para ver rapidinho tudo que rolou até agora (terceira temporada).


Comecei assistir PLL nas férias de verão e só agora estou acompanhando em tempo real os lançamentos dela. Está na metade da temporada 5 até agora.

PLL é, também, uma série adolescente, porém puxa para o mistério e até terror (sério, assistir de madrugada por vezes me deu um medinho bem legal). Quatro amigas começam a ser ameaçadas via mensagem de texto por alguém que se identifica como A, que sabe de todos os seus segredos e movimentos.

Logo que comecei a assistir, achei que logo ela encontraria um fim, porém, dentre muitas e muitas reviravoltas, a história continua no ar e dando frutos, com mortes, incêndios, pessoas sendo enterradas vivas e coisinhas leves desse tipo. 

O que você tem assistido atualmente? Deixe nos comentários!

Comentários

  1. Anda não comecei mas quero muito ver My Mad Fat Diary. Awkward eu assisto e acho bem legal, é uma série bem leve e despojada, gostosa de ver. E adoro PLL! Por vezes acho que tem enrolação demais na série, além de várias pontas soltas, mas continuo acompanhando <3

    Adorei o post!

    Beijo,
    Naty.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em PLL tem mesmo muita ponta solta e várias situações nonsense, mas eu adoro *-* haha

      Beijos!

      Excluir
  2. Eu só não vi a primeira, mas as outras duas com certeza!
    PLL abandonei por estar muito enrolada e Awkward foi por não ter tempo mesmo, no momento estou sem acompanhar seriados.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É de fases, né? Tem tempos que assisto tudo que tá passando, em outros não acompanho nem as preferidas hehe

      Bjs

      Excluir
  3. Desses só assisti Awkward e tô adorando.. To no começo da terceira temporada :)
    PLL não me chama mta atençao, já my mad fat diary tá na minha lista pra ver,,
    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro

Vi na Livraria | A Taberna - Émile Zola

Um livro depravado do século XIX.