Pular para o conteúdo principal

Resenha | Só Gosto de Cara Errado - Laura Conrado

Freud, me tira dessa! Teen #1
Editora: Novo Século
Páginas: 168
Estrelas: ✬✬✬✬✬
Publicado em 2013.

Priscila é uma adolescente de 14 anos que, como qualquer outra garota, deseja ter um namorado. O problema é que ela acumula paixões por caras impossíveis, comprometidos, e que não levam nada a sério. Até que surge em sua escola o Cristiano, um gato de covinha por quem Pri se apaixona. Ela faz de tudo para atrair a atenção de Cris com a ajuda de suas inseparáveis amigas: Ana Luiza, Júlia e Rafaela. Contudo, a necessidade de se mostrar perfeita começa a prejudicá-la no colégio e a faz se desentender com uma de suas melhores amigas. Para piorar, o esforço de Pri em agradá-lo parecia não surtir efeito, afinal, o rapaz vivia sumindo. Chateada, ela pede ajuda à mãe, que a encaminha para a psicoterapia. A partir de então, Pri confronta algumas mágoas de sua infância, a relação intensa (e tensa!) com seu pai e a ideia que tem sobre o amor. Com delicadeza e bom humor, o primeiro livro da série teen de Freud, me tira dessa! aborda autoestima, relacionamento entre pais e filhos e o amadurecimento para fazer boas escolhas.


Começo dizendo que não, não sou o público alvo desse livro, não tenho 14 anos, já passei da fase de amores impossíveis, não estou no colégio, não moro com meus pais. Mas ainda assim, AMEI esse livro.

Eu já sabia que a escrita da autora era legal, li Freud, me tira dessa e viciei. Então, esperava uma leitura divertida, mas, sabe? Daqueles livros que depois que você fecha a contracapa, guarda na estante e esquece. Ledo engano.

Priscila sou eu! Essa menina fui eu aos 14 anos, com todos os seus problemas. Senti como se estivesse lendo a minha própria história e isso me pegou de um jeito tão inesperado, cheguei a me assustar. 

Não quero falar muito da história porque o livro é curtinho. Mas o livro fala sobre a vida da Priscila, que quer se apaixonar e namorar, mas só gosta de cara errado. Ele puxa o gancho da outra série da autora que é adulta, do Freud, me tira dessa, para o juvenil. Ou seja, a protagonista ao mesmo tempo que "vive sua vida", vai a um psicólogo/psicanalista e tenta superar seus problemas.

Dada a minha identificação anormal com a personagem, acho que não sou imparcial para julgar. Mas o livro é divertido, dramático, curtinho, mas gostosinho. É o primeiro de uma série de quatro livros e tem uma capa linda cor de sorvete de uva (meu preferido ♥).

E você? Já leu? Deixe sua opinião nos comentários!
Siga o blog no Google Friend Connect.



Comentários

  1. Parece que me identificarei com a protagonista também haha
    Nunca li nada da autora e essa parece uma leitura leve e divertida. Talvez eu leia pra me curar da minha próxima ressaca literária.

    Beijos,
    http://livrodeunicornios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Rafa, tudo bem?
    Ainda não li nada da Laura, mas gostei de saber sua opinião sobre esse livro. Tenho muita vontade de ler Freud, me tira dessa! e como esse ano quero ler mais chick-lits acho que vou incluir esse na minha lista :)
    Beijos e boas leituras nesse "feriado" :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

Leituras da Semana #42

Nessa semana tirei do caminho um calhamaço de 800 páginas, Outlander - A viajante do tempo. Que livro bom, envolvente, da categoria é grande, mas é rapidíssimo de ser lido.

Conta a história de Claire, que vive em 1945, salvo engano. Ela é casada, mas passou afastada do marido graças à guerra, quando serviu de enfermeira. Eles estão finalmente indo construir um lar quando, num monumento escocês, um agrupado de pedras bem estranho, ela volta no tempo e reaparece 200 anos antes, na época dos clãs escoceses.

Lá, ela é obrigada a construir uma nova vida, pelo menos até que consiga voltar para o seu próprio tempo. Só que ela acaba envolvida numa outra guerra, e suspeitam que ela seja uma espiã inglesa. Bom, aí a vida complica. Mas ao mesmo tempo, ela conhece Jamie ♥ e até que não fica tão difícil assim viver sem banhos quentes.

Gostei muito do livro, acho que ele é super abrangente em temáticas, tem diálogos interessantes e engraçados e por mais que seja longo, as páginas foram bem explorad…