Pular para o conteúdo principal

Filme | Vingadores 2 - A Era de Ultron

Olá, tudo certo por ai?

Título Original: Avengers: Age of Ultron
Lançamento: 23 de abril de 2015
Com: Mark Ruffalo, Andy Serkis, Chris Evans e mais
Dirigido por: Joss Whedon
Duração: 141 minutos
Gênero: Ação, Aventura e Fantasia.
Sinopse: Quando Tony Stark tenta reiniciar um programa de manutenção de paz, as coisas não dão certo e os super-heróis mais poderosos da Terra, incluindo Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Hulk, Viúva Negra e Gavião Arqueiro, terão que passar no teste definitivo para salvar o planeta. Com o aparecimento do vilão Ultron, a equipe dos Vingadores tem a missão de neutralizar seus terríveis planos.






                Muita expectativa se criou para os fãs a cada noticia sobre Vingadores 2 – A Era de Ultron, e essas mesmas noticias fizeram com que eu perdesse um pouco da minha super expectativa. Muita coisa revelada a cada arte, a cada teaser trailer. Cada uma das noticias contava um pouco mais da história e chegou ao ponto de eu saber bastante sobre o filme, mesmo sem ter visto. Por isso, duas semanas antes da pré-estreia eu parei de ver coisas sobre o filme. Saia noticia, eu não lia. Queria aproveitar ao máximo a experiência da pré-estreia, ou melhor dizendo, aproveitar ao máximo meu dinheiro gasto.
                Vingadores 2 é mais um filme da Marvel, tem seus lados positivos e tem seus lados negativos. Muito foi depositado para esse filme, acho que mais pelos fãs do que pela própria Marvel.
                Mas não passa de mais um filme da Marvel. Vingadores 2 conta com ótimos efeitos visuais, a fotografia é bacana. As cenas de luta são boas, bem coreografadas, explorando ao máximo a capacidade de cada herói em cena.
                O filme ainda conta com sua boa dose de humor, assim como o primeiro. Piadas boas e engraçadas, em pontos importantes do filme, algum exagero aqui e outro ali, mas nada que venha a estragar a cena nem nada. Já o drama também é uma parte importante do filme, diferente do primeiro onde faltou um pouco até.
                O ponto de vista do vilão é bem explorado, apesar de ser um ponto de vista batido e clichê. Também tem todo o drama do Hulk, ou melhor, do Dr. Banner. O drama nesse segundo filme é explorado mais do que no primeiro, mas ainda sim em poucas doses.
                Outra coisa diferente do primeiro filme são, como eu chamo, as cenas quadrinhos. Aquelas cenas onde a câmera pega o grupo em formação, atacando, defendendo, lutando, dançando, etc e tal. Cenas típicas dos gibis, e que são bastante exploradas.
                Mesmo sendo um pouco mais do mesmo, Vingadores 2 – A Era de Ultron ainda é um filme divertido, pra quem gosta do gênero. Fica difícil entrar em detalhes sem dar spoiler por isso finalizo aqui. E minha nota acaba sendo bastante influenciada pelo motivo do filme ser “um pouco mais do mesmo”.

Nota: ✬ 3 Estrelas.

E você, já assistiu Vingadores 2? O que achou? Não poupe seu teclado, deixe um comentário.
Siga o blog!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | As Florestas do Silêncio - Emily Rodda

Deltora Quest - Livro 1 Editora : Fundamento Páginas : 104 Estrelas :  ✬ ✬ ✬ ✬ Skoob Publicado originalmente em 2000 com o título de The Forests of Silence O maligno Senhor das Sombras está tramando invadir Deltora e escravizar o seu povo. Há somente uma coisa que o impede: o mágico Cinturão de Deltora com suas sete pedras preciosas de fantástico e misterioso poder. Quando as pedras são roubadas e escondidas em locais sombrios e terríveis em todo o reino, o Senhor das Sombras triunfa e Deltora está perdida. Em segredo, com apenas um mapa desenhado à mão para guia-los, dois estranhos companheiros saem numa perigosa busca. Determinados a encontrar as pedras perdidas e livrar seu país do tirano, eles lutam para atingir sua primeira meta - as sinistras "Florestas do Silêncio".

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro