Pular para o conteúdo principal

Resenha | Lua de Larvas - Sally Gardner


Editora: WMF Martins Fontes
Páginas: 298
Estrelas: ✬✬✬
Publicado originalmente em 2012 com o título de Maggot Moon


Standish Treadwell é um jovem disléxico que vê o mundo de maneira diferente da maioria. Graças a essa visão, ele percebe que o mundo lá de fora não tem que ser necessariamente cinzento e opressor. Quando seu melhor amigo, Hector, é de repente levado embora, Standish percebe que cabe a ele, a seu avô e a um pequeno grupo de rebeldes enfrentar e derrotar a opressão permanente das forças da Terra Mãe. Com o pano de fundo de um regime implacável, disposto a tudo para vencer seus rivais na corrida para chegar à Lua. Este impressionante Lua de larvas é o novo livro da premiada autora Sally Gardner.

Acredito que esse livro tenha sido um daqueles, quando você está com altas expectativas e quando lê, acaba não encontrando tudo aquilo que esperava.

Standish é o protagonista que nos conta a história. Começa contando um dia na sua escola, o diretor esquisito, o espancamento de um colega, o sumiço de um amigo. Tudo meio largado para o leitor, sem um pano de fundo em que possamos nos agarrar e recair.

A história segue para elaborar um pouco mais sobre onde ele mora, com seu avô e o relacionamento que tinha com este amigo que "some", seus planos para quando crescer e coisas assim. 

Para mim, faltou aquilo que acontece quando nos importamos com o futuro do personagem. Quando ele nos conquista, quando ficamos curiosos com o que vai acontecer, mas também torcendo para que tudo dê certo no final.

O personagem é disléxico, mas na verdade, foi assim que eu, enquanto leitora, me senti no desenrolar da história. Não consegui enxergar a beleza e o simbolismo por trás da visão do personagem, faltou empatia, realmente.

Talvez se eu tivesse lido com mais atenção... Ou não, quem sabe a leitura simplesmente não foi para mim. Não era o que eu esperava e não conseguiu me tocar. É uma pena.

E você? Já leu? Deixe sua opinião nos comentários!
Siga o blog!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro

Vi na Livraria | A Taberna - Émile Zola

Um livro depravado do século XIX.