Pular para o conteúdo principal

Resenha | O Projeto Rosie - Graeme Simsion

Editora: Record
Páginas: 320
Estrelas: 
Skoob
Publicado originalmente em 2013 com o título de The Rosie Project

Para se ter a vida de Don Tillman, não é preciso muito esforço. Às terças-feiras come-se lagosta com salada de wasabi (seguindo um roteiro com refeições padronizadas que evitam o desperdício de ingredientes e de tempo no preparo); todos os compromissos são executados de acordo com o cronograma – alguns minutos reservados para a prática do aikido e do caratê antes de dormir; uma hora para limpar o banheiro; três dias da semana reservados para suas idas à feira – e se, apesar dessa programação, algum desagradável contratempo surgir em sua rotina, não há nada que não possa ser solucionado com meia hora de pesquisa científica.
Exceto as mulheres.
Até o momento, a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, é o motivo para sua incapacidade de arrumar uma esposa. Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal.

Desde a primeira página, eu já comecei a rir com esse livro. Don elenca três opções frente a um problema, tentando racionalizar o que fazer a seguir e tomar a medida mais produtiva e menos cansativa. Rolou uma identificação, também sou a louca da otimização do tempo e sempre me pego analisando todas as minhas opções antes de tomar uma decisão.

Don é nerd, engraçado e meio problemático. Não consegue um relacionamento amoroso - na verdade, ele não consegue nem amizades. Seu grupo de amigos se restringe a Gene e Cláudia, um casal de amigos. Enquanto Gene é um mulherengo que esqueceu de crescer, Cláudia é quase uma mãe para os dois, uma psicóloga que tenta ajudar Don a "se encaixar".

O Projeto Esposa é a tentativa de Don de encontrar o par perfeito através de um questionário eliminatório. Toda oportunidade que ele tem, ele entrega um questionário às moças presentes. Seja num encontro de speed-dating, seja numa confraternização de trabalho ou num perfil online em um site de relacionamentos.

Até que Rosie aparece em seu escritório, a pedido de Gene. Fumante, vegetariana, sempre atrasada, Rosie não tem nada a ver com a esposa ideal, porém, Gene vai tentar encontrar seu pai biológico. E no caminho, é claro, entrar em diversas frias.

Esse livro é um chick-lit super fofinho, nerd, que me fez rir um monte. É despretensioso, leve e doce. Don é "diferente" na maneira como vê o mundo e as pessoas, porém é carinhoso e carismático à sua maneira. Rosie é uma garota do mundo, nos conquista pela personalidade.

Recomendado para aqueles momentos que você só quer um pouco de doçura e risadas. Acompanhante perfeito para uma tarde de pipoca e chocolate quente.

Já leu? Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários

  1. Oie, tudo bom?
    Esse livro é realmente bastante divertido e me fez dar muitas risadas. O Don é engraçado e inocente ao mesmo tempo. Acho que a sinceridade dele foi o que mais me conquistou.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Aline!
      É verdade, eu também gostei bastante do Don por causa desse caráter "nonsense" dele, que beira a ingenuidade hehe

      Bjs

      Excluir
  2. Estou louca pra ler esse livro, sinto por não ter aproveitado nenhuma das inúmeras promoções que o Submarino fez dele... vou comprar na próxima!
    Estou precisando ler algo leve assim, que me faça sorrir, torcer por coisas boas (no momento só fico tensa e torcendo pros meus vilões de as Crônicas de Gelo e fogo sofrerem uma morte bem lenta e dolorosa... pois é! hauahauh)

    Beijooo

    http://www.subexplicado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cah!
      Aproveite mesmo! O meu foi numa delas, foi menos de dez reais, tive que aproveitar hehe
      Eu acho que esse livro é extremamente recomendado, principalmente para um pós-GoT! hahaha

      Bjs!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora : Bertrand Páginas : 728 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e persever