Pular para o conteúdo principal

Resenha | Golfinhos e Tubarões, O Outro Mundo - Tais Cortez

Editora: Chiado
Páginas: 419
Estrelas: ✬✬✬✬
Skoob
Publicado em 2013.

Aos cinco anos, Victoria foi adotada por Ana, presidente de uma indústria de cosméticos, e Greg, um bem-sucedido advogado. Ela não entende por que não se lembra dos verdadeiros pais e não acredita na suposta causa da morte deles. Ao completar quinze anos, estranhas mudanças começam a acontecer. Seus cabelos ruivos escurecem, ela se torna cada vez mais forte e rápida, seus sentidos ficam aguçados e alguns dos seus sonhos passam a ser premonições. Após a visita de um casal peculiar, ela é levada para um mundo desconhecido e único, onde terá que aprender a controlar suas habilidades, freqüentando aulas diferentes de tudo o que já viu. Lá ela conhece Alex. A atração entre os dois é imediata, mas ele se recusa a se aproximar de Victoria e de qualquer outro aluno. Ainda assim, o destino se encarrega de uni-los e Alex passa a protegê-la e ajudá-la. O que Victoria não sabe é que ele esconde um segredo que mudará sua vida, e que o passado pode estar mais perto do que eles imaginam...



Eu fui contatada pela autora para participar do Book Tour desse livro. Ele é uma mistura de paranormal e romance, com características fantásticas curiosas e personagens interessantes.

Victoria foi adotada, e já no início do livro ela encontra-se em crise no "mundo normal". Ela tornou-se forte e rápida, seus pais adotivos não entendem o que acontece com ela. E após um incidente entre eles, Victoria é mandada para o que eles acham ser uma clínica psicológica.

Na verdade, ela vai para um outro mundo. Viver em um castelo onde terá aulas para desenvolver suas capacidades, descobrir seus poderes e conviver com outras pessoas habilidosas também. Eu sei, lendo isso, como não lembrar de Hogwarts e seus alunos? Mas a autora junta outros elementos à mistura.

Além de um mundo fantástico, esse livro trata de um romance entre Vicky e Alex, um meio vampiro que estuda nessa escola para especiais. Ele não quer nada com ela, nem com ninguém, sempre fica afastado e existe um certo preconceito contra o seu tipo nesse mundo. Vampiros são considerados tubarões.

Dentre os poderes, tem a força e a velocidade, mas também há leitura de pensamentos, capacidade de fazer crescer árvores, de transformar o solo, de mover objetos com a mente. As aulas desenvolvem individualmente em cada estudante suas habilidades particulares.

O livro é gorduchinho, mas passa voando. A descoberta de todas essas coisas novas faz as páginas nos carregarem através dos capítulos. Não existem páginas desperdiçadas, todas se alinham em direção ao final do livro.

Claro que nem tudo são flores nesse mundo, Existiu uma grande guerra, foi onde os pais de Vicky morreram e existe um segredo em torno de tudo. Ninguém sabe ou quer contar o que aconteceu e aos poucos vamos descobrindo. Vamos diferenciando golfinhos de tubarões.

Devo confessar que demorei para gostar do par romântico da protagonista. O Alex, embora lindo e misterioso, não teve em mim o mesmo efeito que causou na Vicky. Demorei para entendê-lo e gostar do seu jeito de ser. Os outros personagens também ganham destaque no livro, eles fazem uma mistura bem legal de acompanhar, entre alunos e professores.

Assim que terminei esse livro, minha mãe acabou lendo também. Devorou em uma sentada e adorou a história. Estamos ambas esperando pelos próximos livros da autora! Afinal, esse livro já tem uma sequência planejada! Além dele, a autora lançou recentemente O Último Homem do Mundo (skoob).

Fica a recomendação para quem está afim de ler um romance, com aventura e paranormal da melhor qualidade e, o melhor, produzido aqui em terrae brasilis.

Você costuma ler livros de autores nacionais? Deixe sua opinião nos comentários!
Siga o blog pelo Google Friend Connect.

Comentários

  1. Rafaaaa, obrigada pela resenha!
    Adoreiiii!
    E achei sensacional q sua mãe tb tenha lido GET! heheh manda um abraço para ela :)
    Fico muito feliz q vcs tenham gostado <3

    Bjsss e sucesso ao blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar que eu mando! E não esqueça que estamos esperando a sequência! haha
      Obrigada por ter me convidado para participar.

      Beijos! s2

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

Resenha | Como pensar mais sobre sexo - Alain de Botton

Editora: Objetiva
Páginas: 152
Estrelas: ✬✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2012 com o título de How to Think More About Sex

Não pensamos muito sobre sexo; na verdade pensamos sobre ele da maneira errada. Assim declara Alain de Botton neste livro rigoroso e honesto cujo objetivo é nos guiar por esta experiência íntima e excitante – porém muitas vezes confusa e difícil - que é o sexo. Poucos de nós acreditamos ser completamente normais no que diz respeito ao sexo, e o que se presume que deveríamos estar sentindo raramente é a realidade. Este livro argumenta que o sexo do século XXI está fadado a ser um jogo de equilíbrio entre amor e desejo, aventura e comprometimento. Abrangendo assuntos como desejo, fetichismo, adultério e pornografia, Alain de Botton reflete sobre os dilemas da sexualidade moderna, oferecendo insights e conforto para nos ajudar a pensar mais profunda e sabiamente sobre o sexo que estamos, ou não, fazendo. A partir de meados do século XX, o discurso sobre o sexo foi s…