Pular para o conteúdo principal

Resenha | The Single Girl's To-Do List - Lindsey Kelk

Editora: Harper Collins
Páginas: 400
Estrelas: ✬✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2011.

A hilarious and romantic standalone novel from the bestselling author of the I Heart series Rachel Summers loves a to-do list: • Boyfriend • Flat • Great job NOT on the list: • Being dumped Best friends Emelie and Matthew ride to her rescue with an entirely new kind of list – The Single Girl’s To-Do List. Rachel doesn’t know it, but it will take her on all kinds of wild adventures – and get her in some romantic pickles too. And then it won't be a case of what but who she decides to tick off… • Mr. bendy yoga instructor • Mr. teenage sweetheart • Mr. persistent ex • Mr. deeply unsuitable The Single Girl’s To-Do List gives Rachel the perfect heartbreak cure – and proves love is out there if you’re willing to take a chance.


Esse livro é um chick-lit super gostoso de se ler que tem o bônus de se passar na Inglaterra. Eu fiz essa leitura em inglês e adorei notar as diferenças linguísticas entre o inglês britânico e o inglês americano.

A Rachel é uma maquiadora de modelos que acabou de terminar um relacionamento de 5 anos e é maníaca por listas. Esse término acontece no livro, então, é impossível não se identificar com todo o xororô que a gente sabe como é - haha

Numa tentativa de animá-la, seus amigos criam a "lista de afazeres da mulher solteira". Com todas as coisas que ela deveria ter feito, mas não fez porque estava comprometida. E isso a leva a diversas situações diferentes e engraçadas.

O livro é super bem trabalhado e o desenvolvimento dos personagens é incrível. Os relacionamentos são bem explorados e você os conhece bem, começa a gostar e torcer. Também, ele faz várias referências a cultura pop, como Friends, Sex and The City e Harry Potter.

Eu não sei se tem uma tradução desse livro, mas a autora tem alguns títulos traduzidos no Brasil. A série Eu Amo tem tradução, Eu amo New York, Eu amo Hollywood e Eu amo Paris. Não li, mas se forem metade tão bons quanto este, valem a pena.

E você? Já leu? Deixe sua opinião nos comentários!
Siga no twitter e instagram: @alpargatas13

Comentários

  1. Parece ser mt fofo!! Eu to com o I heart New York aqui e quero ler ambos :)
    Vou deixar para as férias pq acho q vou curtir mais além de ter mais tempo para ficar o dia todo lendo heheh

    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, é o livro perfeito pras férias mesmo! Pega um picolé e aproveita haha

      Beijos

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

Resenha | Como pensar mais sobre sexo - Alain de Botton

Editora: Objetiva
Páginas: 152
Estrelas: ✬✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2012 com o título de How to Think More About Sex

Não pensamos muito sobre sexo; na verdade pensamos sobre ele da maneira errada. Assim declara Alain de Botton neste livro rigoroso e honesto cujo objetivo é nos guiar por esta experiência íntima e excitante – porém muitas vezes confusa e difícil - que é o sexo. Poucos de nós acreditamos ser completamente normais no que diz respeito ao sexo, e o que se presume que deveríamos estar sentindo raramente é a realidade. Este livro argumenta que o sexo do século XXI está fadado a ser um jogo de equilíbrio entre amor e desejo, aventura e comprometimento. Abrangendo assuntos como desejo, fetichismo, adultério e pornografia, Alain de Botton reflete sobre os dilemas da sexualidade moderna, oferecendo insights e conforto para nos ajudar a pensar mais profunda e sabiamente sobre o sexo que estamos, ou não, fazendo. A partir de meados do século XX, o discurso sobre o sexo foi s…