Pular para o conteúdo principal

Resenha | Minha Breve História - Stephen Hawking

Editora: Intrínseca
Páginas: 144
Estrelas: ✬✬✬✬✬
Publicado originalmente em 2013 com o título de My Brief History

Stephen Hawking conquistou leitores de todo o mundo com best-sellers que explicam os mistérios do universo. Agora, pela primeira vez, um dos mais brilhantes cosmologistas de nossos tempos volta o olhar para sua própria história de vida e evolução intelectual.Minha breve história conta a improvável trajetória de Hawking, desde a infância na Londres do pós-guerra até o reconhecimento científico internacional. Com fotos pessoais, raramente publicadas, este relato conciso e divertido - o primeiro escrito inteiramente pelo autor, sem a ajuda de terceiros, desde Uma breve história do tempo - apresenta o leitor a um Hawking quase nunca vislumbrado nos livros anteriores: o estudante curioso que foi apelidado de Einstein; o brincalhão que já apostou com um colega sobre a existência de um buraco negro; e o jovem marido e pai lutando para alcançar prestígio no mundo da física e da cosmologia.Com simplicidade e bom humor, Hawking discorre sobre os desafios que precisou enfrentar após o diagnóstico de esclerose lateral amiotrófica aos 21 anos. Ao contar sobre o desenvolvimento de sua carreira, ele explica que a ideia de uma morte prematura o instou a se dedicar com mais afinco às descobertas intelectuais e fala sobre a origem de sua obra-prima, Uma breve história do tempo, um dos livros mais importantes do século XX. Perspicaz, íntimo e inteligente, Minha breve história abre uma janela para o universo pessoal de Hawking.



Para abrir, já vou dizendo que não sou chegada em física, química e biologia. Meus conhecimentos do cosmos são basicamente nível ensino médio e Scishow Space. Também, não sou chegada em biografias, e também, não tinha uma curiosidade muito grande em conhecer a vida do autor.

Entretando, com o filme A Teoria de Tudo, começou um burburinho e num impulso, comprei e li este pequeno livreto (logo, pretendo ler o A Teoria de Tudo também).

Em pouquíssimas páginas, o Stephen conta em linhas gerais como foi sua vida, como foi a descoberta da doença dele e, basicamente, o que ela é. Também fala sobre suas teorias. Tudo de forma muito breve, bem singelo e sem grandes pretensões.

O que me fisgou no livro, foi a inspiração que ele me proporcionou. Até pela forma como ele foi "escrito". Na verdade, o autor fala através de aparelhos e foi assim que escreveu esse pequeno relato. Com uma velocidade de três ou quatro palavras por minuto, ele conseguiu me inspirar.

O sucesso frente aos obstáculos, para mim, se expande para além das conquistas acadêmicas do autor. Alerta de clichê: é inspiração de vida. De forma breve, ele conta sua vida e seu trabalho, com muitas fotografias. Talvez a parte escrita do livro não dê 70 páginas, mas, como eu disse, foi muito inspirador.

Não sei se um público leitor de biografias gostaria muito desse relato, pois, como já foi dito, ele é breve e não traz muitos sentimentos ao texto. Acredito até que pela dificuldade de sua "escrita", o autor se limitou aos fatos de sua vida, sem grandes aprofundamentos. 

Entretanto, é leitura válida tanto para quem gosta do que o Stephen Hawking escreve ou, para pessoas como eu, que simplesmente ficaram curiosas com todo o burburinho do filme, ou ainda, para pessoas que precisam de um pouquinho de impulso para sobrepor os desafios cotidianos. 

E você? Já leu? Deixe sua opinião nos comentários!
Siga o blog!



Comentários

  1. Eu assisti a A Teoria de Tudo e gostei muito do filme. Também não sou chegada em física/química mas Stephen Hawking sempre foi uma pessoa que admirei por sua história. Pretendo ler esse livro (e também A Teoria de Tudo, que já tenho mas ainda não consegui ler). Adorei a resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

Leituras da Semana #42

Nessa semana tirei do caminho um calhamaço de 800 páginas, Outlander - A viajante do tempo. Que livro bom, envolvente, da categoria é grande, mas é rapidíssimo de ser lido.

Conta a história de Claire, que vive em 1945, salvo engano. Ela é casada, mas passou afastada do marido graças à guerra, quando serviu de enfermeira. Eles estão finalmente indo construir um lar quando, num monumento escocês, um agrupado de pedras bem estranho, ela volta no tempo e reaparece 200 anos antes, na época dos clãs escoceses.

Lá, ela é obrigada a construir uma nova vida, pelo menos até que consiga voltar para o seu próprio tempo. Só que ela acaba envolvida numa outra guerra, e suspeitam que ela seja uma espiã inglesa. Bom, aí a vida complica. Mas ao mesmo tempo, ela conhece Jamie ♥ e até que não fica tão difícil assim viver sem banhos quentes.

Gostei muito do livro, acho que ele é super abrangente em temáticas, tem diálogos interessantes e engraçados e por mais que seja longo, as páginas foram bem explorad…