Pular para o conteúdo principal

5 Coisas que não Vivo sem



1. Família

Para representar, essa foto com a Bolinha, companheira de preguiças.


2. Livros

Ah, jura? 


3. Café

Esses dias, acordei atrasada para uma prova. Sai de casa sem tomar café, portanto. Chegando lá, fiz a prova e sai. O que eu deixei de notar, mesmo tendo lido o quadro, é que tinha nele um aviso de que teria aula depois da prova. Fail total.

Aliás, esse é o motivo que me faz acordar cedo. Eu preciso tomar café para me tornar uma pessoa mais composta e simpática, se não, cuidado para quem me encontrar na rua.

4. Internet

O engraçado é que quando estava pensando nos itens para esse post, fiquei sem internet. Quase entrei em choque, muitas partes da minha vida são mantidas via internet, não vivo sem mesmo!


5. Chocolate

Nem precisa de muitas explicações, né? É quase uma unânimidade como Harry Potter. Chocolate é vida.

Você não vive sem o que?
Siga o blog no Google Friend Connect.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Primeiro ano - Scott Turow

Editora : Record Páginas : 220 Estrelas : ✬✬✬✬ Skoob Publicado em 1977. Ao narrar as angústias, as dificuldades, os desafios e os triunfos que marcaram seu primeiro ano na Faculdade de Direito de Harvard, Scott Turow denuncia problemas surpreendentes no sistema de educação jurídica de uma das mais antigas e conceituadas instituições de ensino dos Estados Unidos. Um relato dramático e um importante depoimento do autor.

Resenha | A Arte de ter Razão - Arthur Schopenhauer

Editora : Faro Editorial Páginas : 128 Estrelas : ✬✬✬ Skoob Publicado em 1831. A forma como nos comportamos socialmente não mudou muito desde Aristóteles. Partindo dos escritos do pensador grego, Schopenhauer desenvolve em sua Dialética Erística, 38 estratégias sobre a arte de vencer um oponente num debate não importando os meios. E, para isso, mostra os ardis da maior ferramenta que todos possuímos, a palavra. Usar argumentos e estratégias certas numa conversa é uma arma poderosa em qualquer momento. E tanto vale para quem quer reforçar um talento, evitar ciladas dialéticas, ou simplesmente estar bem preparado para negociações ou qualquer outra ocasião que exija argumentação... o que acontece em todos os momentos da vida. Essas estratégias não foram inventadas por Schopenhauer. Seu trabalho foi identifica-las, reuni-las de modo coerente, mostrando como são utilizadas, em quais momentos elas surgem em meio a uma discussão, de modo que você possa utilizar-se deste livro

Vi na Livraria | A Taberna - Émile Zola

Um livro depravado do século XIX.