Pular para o conteúdo principal

Filme | Guardiões da Galáxia

Olá, tudo certo por aí?


                Depois de algumas semanas das merecidas férias, volto com as resenhas semanais. E dessa vez finalmente Guardiões da Galáxia. Mas antes da minha opinião, ficha técnica:

Título Original: Guardians of the Galaxy
Lançamento: 31 de Julho de 2014
Com: Vin Diesel, Zoe Saldana, Chris Pratt, Stan Lee e mais
Dirigido por: James Gunn
Duração: 120 minutos
Gênero: Ação, Aventura, Ficção Cientifica.
Sinopse:  O impetuoso aventureiro Peter Quill se vê como objeto de uma caçada implacável após roubar uma misteriosa esfera cobiçada por Ronan, um vilão poderoso com ambição que ameaça todo o universo. Para fugir do determinado Ronan, Quill é forçado a fazer uma complicada aliança com um quarteto de desajustados - Rocket, um guaxinim atirador, Groot, uma árvore mutante humanoide, a mortal e enigmática Gamora e o vingador Drax, o Destruidor. Mas quando Quill descobre o verdadeiro poder da esfera e o perigo que ela representa para o cosmo, ele deve fazer seu melhor para reunir seu grupo desorganizado para uma última e desesperada resistência - com o destino da galáxia em jogo.

                Pra começar essa resenha, vale ressaltar que nunca é algo fácil para um cinéfilo, mas é sempre importantíssimo evitar grandes expectativas para um filme. Pois as malditas expectativas conseguem, às vezes, estragar completamente a experiência de assistir a um filme. Trailers então, algumas vezes te elevam a expectativa pra estratosfera e outras as jogam lá no núcleo da Terra. Mas raras vezes um trailer consegue mostrar e o filme consegue entregar o que foi prometido. E esse é o caso de Guardiões da Galáxia.
                A Marvel vinha de um 2013 fraco e pouco inspirado, nesse ano nos foi apresentado o fraco (mas importante) Homem de Ferro 3 e o terrível (mas também importante) Thor 2. Porém 2014 foi o ano da Marvel, e a produtora pode comemorar pra caramba, tivemos o sensacional Capitão América 2 – O Soldado Invernal e também Guardiões. Esse ultimo que é o mais divertido longa da Marvel, funcionando quase como uma comédia. Oferecendo momentos em que o espectador irá rir alto na sala de cinema, ou na sala, ou onde estiver assistindo. Cuidado com as pipocas, sérios riscos de se engasgar rindo, sério.
                Um grande mérito de Guardiões da Galáxia é a sua originalidade. Dentro do universo Marvel, não havia nada parecido. O filme traz personagens desconhecidos do publico geral, mas intensamente carismáticos e o roteiro então, esse é repleto de tiradas boas e cenas de ação melhores ainda.
                O enredo é mais ou menos assim, Peter Quill é um humano que é abduzido da Terra quando criança e cresce ao lado de um grupo de mercenários, e acaba seguindo a profissão. Até que um dia ele acaba roubando algo que é desejado pelo vilão, Ronan e também pelo vilão maior (que ainda está por vir) Thanos.
                Após enfrentar uma porrada de gente, e até uma das filhas de Thanos, que estão atrás do orbe. Peter acaba preso junto com Gamora, Groot e Rocket. E no presidio, acabam fazendo amizade com Drax. Essa amizade e o conteúdo do orbe é o que levará a formação dos chamados Guardiões da Galáxia.
                No sensacional Os Vingadores, a Marvel buscou realizar um filme de grupo em que não houvesse um personagem principal e dar realmente foco ao grupo, mas é inegável que personagens como o Capitão América e o Homem de Ferro tivessem cenas mais marcantes que o Gavião Arqueiro e o Hulk, por exemplo. Em Guardiões da Galáxia isso não ocorre apesar do Peter ser o personagem principal, (e isso deve ser explorado melhor no segundo filme)o filme é realmente sobre o grupo, todos tem seus momentos marcantes e importantes para o decorrer da história.
                Como de costume os filmes da Marvel não tem problema com efeitos visuais, e com esse não foi diferente, os efeitos estão sensacionais. A maquiagem também é marcante, com cada ator recebendo tratamento especial e tendo características únicas em sua cara e/ou corpo.
                Não bastasse um enredo empolgante e efeitos sensacionais, Guardiões da Galáxia ainda encanta pela sua trilha sonora. Repleta de hits  dos anos 80, deve emocionar quem cresceu com essas canções. Eu, particularmente, conhecia quase todas as músicas e confesso que cantei junto, pra todos ouvirem, “Piña Colada”.
                Divertido, emocionante, empolgante, apaixonante, incrível. Guardiões da Galáxia é um filme ÚNICO na trajetória dos Estúdios Marvel. Assim como foi Capitão América 2 – O Soldado Invernal, Guardiões da Galáxia é um marco para a Marvel nos cinemas.

                Apesar de rasgar elogios, não vou dar nota máxima, segue as estrelinhas abaixo:
✬ 4 estrelas

Bah 1: Não esqueçam, é Marvel, tem cena pós crédito.
Bah 2: Primeiro post do ano, então, Feliz 2015 pra todos.

 E você, já assistiu Guardiões da Galáxia? O que achou do filme? E da resenha? Não poupe seu teclado deixe um comentário.

Comentários

  1. Olá Raul! Feliz 2015!

    Guardiões da Galáxia era a aposta que faltava pra Marvel seguir em frente com muitos projetos "perigosos". Afinal, se um grupo tão desconhecido nas HQs teve esse sucesso estrondoso e ainda lançou um mascote como Groot, que alavancou a venda de toys da empresa, era de se esperar logo na sequência o anuncio de filmes como Doutor Estranho, Capitã Marvel (ou Miss Marvel) e Pantera Negra.
    Falando do filme, Guardiões mostra bem a marca do sucesso da Marvel, que difere por usar da comédia com seus heróis. Existe a tensão, mas sempre um alívio cômico. O sucesso, como você bem disse, vem também da surpresa. Como não havia expectativas sobre o filme ele acabou surpreendendo. E a trilha sonora, quase um personagem.
    Já esse ano o tão aguardado Os Vingadores 2: Era de Ultron, tem uma missão dura, ser tão bom ou mais que o primeiro.
    Mas eu aposto na Marvel, pois apesar de uns vacilos (vide Iron Man 3), ela sabe usar bem seus produtos.

    Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá

      Acho que não ter expectativas para um filme é a melhor coisa possível, pois o que vier é lucro, e que lucro foi Guardiões da Galáxia.
      Falando de Vingadores 2, realmente a missão deles vai ser dura, além de ter que superar o primeiro, vai ter que superar o solo do Capitão e também Guardiões. Porque o povo sempre vai comparar.
      Sobre Iron Man 3, o filme é ruim, sim, mas importante. Tony já ficou malucão de saber que existem alienigenas e zás. Imagina como vai ser quando descobrir os "milagres" e a magia do Benedito?! Hahaha

      Abraço

      Excluir
  2. Me apaixonei pela história do filme, apesar de ser suspeita pra falar quando o assunto é Marvel haha Concordo com você, a trilha sonora é muito boa mesmo, achei super criativo colocar músicas mais dos anos 80.

    Muito bom post

    aestranhanoparaiso.blogspot.com.br
    Instagram: aline_bianca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marvel é Marvel, os caras sabem bem o que fazem, e isso é muito bom pra nós.
      Confesso que a primeira coisa que fiz depois de assistir o filme foi baixar a OST, e confesso mais, respondo esse comentário ao som dela hahaha.

      Obrigado e abração.

      Excluir
  3. Oie, tudo bom?
    Feliz 2015!! Esse foi um dos melhores filmes que eu assisti ano passado e um dos mais bacanas da Marvel. A trilha sonora é incrível e a trama divertida me conquistou. Além disso, gostei da trama ser centrada no grupo e focar em histórias diferentes e originais.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá

      Concordo, um dos melhores do ano passado. E o sucesso do filme se deve a essa trama de grupo. Quem diria que poderia ser feito um filme de grupo?!

      Abraço

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

Leituras da Semana #42

Nessa semana tirei do caminho um calhamaço de 800 páginas, Outlander - A viajante do tempo. Que livro bom, envolvente, da categoria é grande, mas é rapidíssimo de ser lido.

Conta a história de Claire, que vive em 1945, salvo engano. Ela é casada, mas passou afastada do marido graças à guerra, quando serviu de enfermeira. Eles estão finalmente indo construir um lar quando, num monumento escocês, um agrupado de pedras bem estranho, ela volta no tempo e reaparece 200 anos antes, na época dos clãs escoceses.

Lá, ela é obrigada a construir uma nova vida, pelo menos até que consiga voltar para o seu próprio tempo. Só que ela acaba envolvida numa outra guerra, e suspeitam que ela seja uma espiã inglesa. Bom, aí a vida complica. Mas ao mesmo tempo, ela conhece Jamie ♥ e até que não fica tão difícil assim viver sem banhos quentes.

Gostei muito do livro, acho que ele é super abrangente em temáticas, tem diálogos interessantes e engraçados e por mais que seja longo, as páginas foram bem explorad…