Pular para o conteúdo principal

Resenha | Nicolau São Norte e a Batalha contra o Rei dos Pesadelos - William Joyce

Os Guardiões #1
Editora: Rocco
Páginas: 232
Estrelas: ✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2011 com o título de Nicholas St. North and the Battle of the Nightmare King


Em Nicolau São Norte, primeiro livro da série Os Guardiões, William Joyce conta a verdadeira história de ninguém menos que Papai Noel, que, muito antes de ser São Nicolau (ou Santa Claus), era conhecido como Norte, um destemido espadachim e notório fora da lei. Na história, que traz charmosas ilustrações em preto e branco, somente quando vilões verdadeiros entram em cena Norte encontra outro uso para suas famosas habilidades de lutador, transformando-se no herói adorado por crianças do mundo inteiro.

Eu conheci esse livro em um vídeo da Michelle Borges, me apaixonei e comprei para ler no Natal de 2014. Consegui lê-lo nessa época natalina, porém, a resenha só saiu agora.

A proposta dessa série é recontar mitos como Papai Noel, Coelhinho da Páscoa e Fada dos Dentes. Nesse primeiro volume, seria a história do Papai Noel, porém, acho que o autor desviou bastante do mito original que ficou até irreconhecível.

A história começa contando sobre Ombric, um mago muito sábio, um antigo morador de Atlântida, que estava a procura de um lugar onde pudesse estabelecer um vilarejo. Esculpiu sua casa numa árvore, chamada Troncuda, que se modifica de acordo com as necessidades de seu morador. Seu objetivo é estimular as crianças a aprenderem além do impossível, sem limites, incita sua curiosidade.

Enquanto isso, Nicolau São Norte é um ladrão, arruaceiro, que fica bebendo em busca de ouro. Até que em um sonho, recebe a indicação de um lugar onde encontraria um enorme tesouro e cavalga até lá com seus companheiros. Esse lugar é Popoff Noelen, o reino de Ombric.

Quando Nicolau chega lá, depois de passar pelos desafios de proteção do mago Ombric, encontra crianças em perigo. As ajuda e a partir dai a história de desenvolve.

Eu quero morar em Popoff Noelen. Um lugar onde o conhecimento é estimulado, onde magia existe e não existe mal. Queria viver na Troncuda e ficar por ali, só lendo e aprendendo, sendo curiosa.

O livro é infanto-juvenil, então, a história não tem muitos requintes. Porém, como um livro de aventura, é ótimo. Meu único porém foi não ter identificado no Nicolau, o Papai Noel. Não é um livro natalino como eu esperava que fosse.

É um livro excelente para crianças. Ele tem uma diagramação bem grande e tem vários desenhos ao longo da história. Eu estou louca para ler o segundo, que trata do Coelhinho da Páscoa. Espero ver mais desse mundo e desvendar alguns mistérios que esse deixou para trás.

E você? Já leu? Deixe sua opinião nos comentários!
Siga o blog no Google Friend Connect.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

Leituras da Semana #42

Nessa semana tirei do caminho um calhamaço de 800 páginas, Outlander - A viajante do tempo. Que livro bom, envolvente, da categoria é grande, mas é rapidíssimo de ser lido.

Conta a história de Claire, que vive em 1945, salvo engano. Ela é casada, mas passou afastada do marido graças à guerra, quando serviu de enfermeira. Eles estão finalmente indo construir um lar quando, num monumento escocês, um agrupado de pedras bem estranho, ela volta no tempo e reaparece 200 anos antes, na época dos clãs escoceses.

Lá, ela é obrigada a construir uma nova vida, pelo menos até que consiga voltar para o seu próprio tempo. Só que ela acaba envolvida numa outra guerra, e suspeitam que ela seja uma espiã inglesa. Bom, aí a vida complica. Mas ao mesmo tempo, ela conhece Jamie ♥ e até que não fica tão difícil assim viver sem banhos quentes.

Gostei muito do livro, acho que ele é super abrangente em temáticas, tem diálogos interessantes e engraçados e por mais que seja longo, as páginas foram bem explorad…