Pular para o conteúdo principal

Resenha | Se eu Ficar - Gayle Forman

If I Stay #1
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Estrela: ✬✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2009 com o título de If I Stay


Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.

Confesso que fiquei curiosa com esse livro por causa de todo o alarde que o cercou nestes últimos tempos. E como estou determinada a não deixar que causas externas ao meu próprio gosto me tragam preconceitos, resolvi ler. E não é que curti?

Começo de história trágico, família que resolve sair na neve e um grande acidente acontece. Todo mundo morre, porém, Mia tem uma experiência diferente. Consegue ver seus pais mortos e seu irmão em estado grave de fora do seu corpo. É, tem um toque paranormal.

Ela acompanha o seu corpo desde o resgate no local do acidente até tomar a decisão de ficar ou ir. Vê a reação de seus amigos e do seu namorado, dos seus avós e dos funcionários do hospital. Escuta o que eles estão dizendo e acompanha seu corpo por cirurgias e quando fica em coma.

Ela percebe lá pelas tantas que não importa quão grave seja seu estado, é a ela que cabe decidir se acompanha sua família para o outro lado, ou fica e aguenta a barra por aqui mesmo.

Embora pareça um clichê, não achei que se desenvolveu dessa forma. As cenas, embora tocantes por vezes, não são apelativas e fabricadas para fazê-lo chorar. Ao mesmo tempo em que ela narra o presente, ela relembra momentos do passado, e as relações entre os personagens são tão reais e próximas do nosso cotidiano, que me apeguei.

Não posso deixar de falar do aspecto musical do livro também. Mia, a protagonista, toca violoncelo. Sua família é toda do rock, meio punk. Seu namorado toca numa banda de rock também. A música permeia a história e até a movimenta em partes.

Estou segura ao recomendar esse livro, não é um clichê, traz uma história bem interessante e diferente. Tocante e triste, mas também bonita.

Ah, também, não achei que ficou claro no final do livro qual a decisão que ela tomou, pode ser que eu seja uma leitora desatenta, mas só fui perceber que rumo a história seguiu lendo o segundo livro. Inclusive, pelo título "Para Onde Ela Foi", imaginei que a história tomaria outro rumo do que ela tomou.

E você? Já leu? Deixe sua opinião nos comentários!
Siga o blog no GFC!



Comentários

  1. Oi Rafaela!

    Eu também curti bastante a leitura de Se Eu Ficar, mas não sei quando vou reler o segundo porque ~sem querer~ acabei ouvindo uma pessoa narrar o livro todo e acabou perdendo a graça. Ótima resenha!

    Beijo,
    Naty.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bah! Odeio spoilers também :/
      Eu ia ler aquele livro do Matthew Quick, que virou filme e me fugiu o nome agora...mas também me presentearam com spoilers gigantescos dele :/
      Mas, o segundo livro vale a leitura. Achei bem diferente do primeiro...

      Beijos!

      Excluir
  2. Oi Rafaela!
    Eu preciso dizer que esse livro me decepcionou bastante. Mesmo não gostando muito de romances, achei que seria uma história bem mais emocionante, mas achei a protagonista bem mecânica.
    Vi que muitos leitores gostaram mais do segundo livro e também acharam ele mais esclarecedor.
    Beijos
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari!

      Eu gostei dos dois livros, mas também, entrei neles sem expectativas, quase esperando não gostar hehe

      Beijão!

      Excluir
  3. Esse livro é tão amorzinho!! Mas o filme me emocionou mais, acredita?? Gostei demais! Preciso ler o segundo livro agora!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Eu não gostei do filme haha rolou um brilho no olho no final, mas eu gostei tão mais do livro <3

      Beijos!

      Excluir
  4. Li recentemente e pelo título do próximo livro poderia jurar que sabia a decisão de Mia. O fato é que o primeiro livro foi bom, uma leitura prazerosa, mas não me impulsionou a ler o segundo. Procurei o desfecho na internet e fiquei surpresa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Resenha | Eu Fui a Melhor Amiga de Jane Austen - Cora Harrison

Editora: Rocco
Páginas: 320
Estrelas: ✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2010 com o título de I Was Jane Austen's Best Friend

Chega ao Brasil o livro: "Eu fui a Melhor Amiga de Jane Austen" da autora Cora Harrison. A história tem o objetivo de introduzir os mais jovens ao empolgante mundo dos livros de Jane Austen. O livro traz uma combinação entre fatos históricos e ficção, apresentando a relação entre as adolescentes Jane Austen e sua prima Jenny Cooper.

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.