Pular para o conteúdo principal

Resenha | Um Estudo em Vermelho - Sir Arthur Conan Doyle


Editora: Martin Claret
Páginas: 149
Estrelas: ✬✬✬✬
Publicado em 1888.


Um estudo em vermelho marca o início da trajetória de sucesso do mair detetive da Literatura mundial: Sherlock Holmes. Publicado originalmente na revista Beeton's Chritmas Annual em novembro de 1887, foi finalmente lançado em formato de livro em julho de 1888. A obra narra o primeiro encontro do detetive com seu fiel amigo Dr. Watson, imersos em mais um intrigante mistério a ser solucionado. A minúcia da narrativa permite ao leitor conhecer os costumes da época e os acontecimentos históricos, enriquecendo a trama do caso. Com um desfecho que deixará os leitores sem ar, Um Estudo Em Vermelho é mais uma obra genial de Sir Arthur Conan Doyle.

Eu sempre fui encantada com o mito do Sherlock Holmes, é uma daquelas figuras que povoam a cabeça antes mesmo de sabermos o que realmente é. Eu já li anteriormente algum livro dele, mas faz tanto tempo que já nem me lembro, resolvi voltar a ler, agora com mais atenção.

Esta é a primeira história do famoso detetive. O livro é narrado pelo Watson, que recém voltou do Afeganistão, e por um acaso do destino, acaba cruzando caminhos com o Sherlock, e eles decidem dividir um apartamento.

É bem inicial, próprio mesmo para adentrar na personalidade fascinante do Sherlock. Na verdade, ocupamos o lugar do Watson, fazendo indagações a respeito da profissão de Sherlock, desconfiados das visitas que ele recebe e envolvidos de repente no mistério.

O livro é dividido em duas partes. Primeiro, com Sherlock e Watson se conhecendo e o mistério. E segundo, o que levou o crime a ser cometido. Eu já encontrei essa técnica de escrita em outros livros, como O Clube dos Suicidas. Será que era "moda" na época?

Não me envolvi tanto com os casos como me envolvo em livros da Agatha Christie, mas isso é compensado pela surpresa do final da história. A escrita é muito objetiva e Sherlock só explica sua maneira de pensar ao final do livro, então, quando vão acontecendo os crimes, o leitor fica tentando adivinhar o que será que ele viu naquela cena.

Eu gostei bastante deste livro, em breve pretendo continuar lendo as peripécias de Sherlock Holmes. É um livro curto e recomendado.

E você? Já leu? Deixe sua opinião nos comentários!
Siga o blog!



Comentários

  1. Adoro as histórias do Sherlock Holmes e amo td que é relacionado a ele como os filmes e as séries. O meu Sherlock favorito é o interpretado por Bendict Cumberbatch da série Sherlock. Já li Um Estudo em Vermelho mas confesso que não é uma das minhas histórias favoritas mas mesmo assim as deduções surpreendentes de Sherlock são incríveis.
    bjus
    http://reticenciasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

Leituras da Semana #42

Nessa semana tirei do caminho um calhamaço de 800 páginas, Outlander - A viajante do tempo. Que livro bom, envolvente, da categoria é grande, mas é rapidíssimo de ser lido.

Conta a história de Claire, que vive em 1945, salvo engano. Ela é casada, mas passou afastada do marido graças à guerra, quando serviu de enfermeira. Eles estão finalmente indo construir um lar quando, num monumento escocês, um agrupado de pedras bem estranho, ela volta no tempo e reaparece 200 anos antes, na época dos clãs escoceses.

Lá, ela é obrigada a construir uma nova vida, pelo menos até que consiga voltar para o seu próprio tempo. Só que ela acaba envolvida numa outra guerra, e suspeitam que ela seja uma espiã inglesa. Bom, aí a vida complica. Mas ao mesmo tempo, ela conhece Jamie ♥ e até que não fica tão difícil assim viver sem banhos quentes.

Gostei muito do livro, acho que ele é super abrangente em temáticas, tem diálogos interessantes e engraçados e por mais que seja longo, as páginas foram bem explorad…