Pular para o conteúdo principal

Leituras da Semana #27


Fechando a semana com 1.479 páginas lidas, quatro leituras fechadas e várias em andamento. Ando meio piriguete nas leituras, lendo várias coisas ao mesmo tempo, mas também tenho concluído várias coisas legais.



Esse é um livro nacional que vi somente uma pessoa comentando, que foi a Gláucia do Estante Indiscreta. Quando ela contou a história, eu fui correndo atrás. Que livro fantástico, adorei!


Sargento Getúlio faz parte do Projeto 1001. Se não fosse isso, eu não acho que teria concluído a leitura. 


O sexto Bridgerton *.* devorei ontem pela tarde, aproveitando o solzinho e frio. Só não me peçam para escolher o preferido da série até o momento, é impossível.


Hoje foi a 2ª Maratona Literária de 12 horas que faço com a minha mãe *.*

Fui ambiciosa nas escolhas, mas até que estou satisfeita. Primeiro, concluí Princesas e Damas Encantadas. Uma coleção de contos celtas, super fofo.


Depois, mais um do Projeto 1001, terminei de ler Veronika Decide Morrer. Achei bom, mas só.


Comecei a ler Battle Royale hoje! Espero avançar mais um pouco quando for dormir. E amanhã, pretendo terminar de ler Neve da Primavera (que está nos 1001 também).

Deu para notar que peguei várias leituras do Projeto 1001 essa semana? É que estou um pouco atrasada com o desafio que me propus este ano, então, estou tentando priorizar.

Nesta próxima semana estarei mais "folgada", com o feriado de segunda-feira e um evento na faculdade (logo, não haverá aula). Também, estou terminando o curso de revisão para a OAB - nem acredito que já fazem quase 90 dias.

Assim, espero continuar embalada nas leituras.


E você? O que tem lido? Deixe nos comentários!
Siga o blog!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

Resenha | Como pensar mais sobre sexo - Alain de Botton

Editora: Objetiva
Páginas: 152
Estrelas: ✬✬✬✬
Skoob
Publicado originalmente em 2012 com o título de How to Think More About Sex

Não pensamos muito sobre sexo; na verdade pensamos sobre ele da maneira errada. Assim declara Alain de Botton neste livro rigoroso e honesto cujo objetivo é nos guiar por esta experiência íntima e excitante – porém muitas vezes confusa e difícil - que é o sexo. Poucos de nós acreditamos ser completamente normais no que diz respeito ao sexo, e o que se presume que deveríamos estar sentindo raramente é a realidade. Este livro argumenta que o sexo do século XXI está fadado a ser um jogo de equilíbrio entre amor e desejo, aventura e comprometimento. Abrangendo assuntos como desejo, fetichismo, adultério e pornografia, Alain de Botton reflete sobre os dilemas da sexualidade moderna, oferecendo insights e conforto para nos ajudar a pensar mais profunda e sabiamente sobre o sexo que estamos, ou não, fazendo. A partir de meados do século XX, o discurso sobre o sexo foi s…