Pular para o conteúdo principal

Resenha | Angélica, Marquesa dos Anjos - Anne e Serge Golon

Angélica #1
Editora: Círculo do Livro
Páginas: 618
Estrelas: ✬✬✬✬
Publicado em 1956.

Na França de Luís XIV, Angélica Sancé de Monteloup, filha de um nobre arruinado, é obrigada a se casar com um desconhecido a quem acaba amando; mas sua felicidade é ameaçada por perseguições políticas e religiosas contra o seu marido (o Conde Joffrey de Peyrac) — um homem muito rico e estranho, com sua alquimia e uma cicatriz no rosto. Com seu poder e riqueza, ele desafiava Luis XIV, mesmo de Toulouse, onde moravam...

Comecei, finalmente, a ler esta série que minha mãe praticamente me pressiona a ler desde que eu era criança. Essa série, no Círculo do Livro, tem 14 livros, todos eles bastante grossinhos e cheios de história.

Ainda em considerações iniciais, eu recomendo a leitura deste texto aqui. É completísimo e fala sobre a vida dos autores, da construção dos romances, dos aspectos feministas do livro. É excelente!

Na verdade, além de um romance, estes livros são um apanhado histórico do período que retratam.

O livro aborda na infância de Angélica, sua criação num internato religioso, seu casamento arranjado, seus primeiros filhos, um julgamento...

Enfim, são 618 páginas que vão muito além do romance comum, talvez por isso eu tenha demorado tanto para ler este livro. Eu estava esperando um romanção meloso, estilo romance de banca, mas na verdade, ele vai um pouco além, com extrema atenção aos detalhes da época.

Por isso mesmo, ele ocupa várias páginas com ambientação e por isso, lê-se mais devagar. Eu fui me envolver com a história na segunda metade do livro, quando há um casamento real e uma viagem à capital.

Na primeira parte do livro, além da infância e criação da Angélica, temos o casamento dela. Ela foi negociada em casamento com Joffrey, que é coxo, que repugna a Angélica quando o conhece, além disso, ele tem fama de libertino, e faz discussões na sua casa para discutir o amor e os filósofos.

Aos poucos, ele conquista ela. Na verdade, é uma cena bastante engraçada e imprópria, haha. Ela acha estar se entregando para um cantor mascarado, quando descobre que, bom, é seu marido. Mas como eu disse, essa é apenas a primeira parte do livro.

É difícil resumir o que acontece no livro, pois são tantas coisas. Por isso, só alerto o leitor para esperar muito mais que um romance. Na verdade, o romance típico ocupa poucas páginas do livro. Esse primeiro livro conta a história de Angélica mesmo, da sua construção como mulher. Pretendo continuar lendo, mas vai me tomar um tempinho, são 14 volumes!


E você? Já leu? Deixe sua opinião nos comentários!
Siga o blog!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Resenha | Os Instrumentos Mortais - Cassandra Clare (parte 2)

Se vocês viram a parte 1 sobre Os Instrumentos Mortais, vocês sabem que eu dividi a série em duas trilogias para comentar por aqui. Naquele post eu explico que, na minha opinião, essa divisão é viável e facilita para comentar sem dar spoilers. Lembrando que terá spoilers dos livros anteriores.
Os três últimos livros da série são: Cidade dos Anjos Caídos, Cidade das Almas Perdidas e Cidade do Fogo Celestial.
Bom, quero começar falando que graças a Deus no terceiro livro "descobrimos" que a Clary e o Jace não são irmãos. Eu já comentei na parte 1 que isso tinha ficado óbvio para mim desde o momento em que a autora resolveu dar essa guinada na história. Achei desnecessário, inacreditável e me irritou muito quando estava lendo.

Nessa segunda trilogia, há uma troca de vilões, agora Sebastian mostrou a que veio. Que, sinceramente, também é perceptível ao leitor desde que o personagem é introduzido.

Porém, tirando Cidade dos Anjos Caídos, que eu não gostei nada, acho que a história…

Resenha | História do Mundo em 6 Copos - Tom Standage

Editora: Zahar Páginas: 256 Estrelas: ✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 2005 com o título de A History of the World in 6 Glasses


História do Mundo em 6 Copos - Tom Standage escolhe um ângulo inusitado para analisar as civilizações - as bebidas. Em seis copos, o autor mostra como a cerveja, o vinho, os destilados, o café, o chá e a Coca-Cola influenciaram os rumos da história mundial e definiram políticas e práticas sociais. Da pré-história à era da globalização, as sociedades elegeram diferentes bebidas e tiveram suas trajetórias fortemente ligadas a elas.