Pular para o conteúdo principal

Resenha | Scarlet - Marissa Meyer


As Crônicas Lunares #2
Editora: Rocco
Páginas: 480
Estrelas: ✬✬✬✬✬
Publicado originalmente em 2013 com o título de Scarlet


Depois de Cinder, estreia de sucesso de Marissa Meyer e primeiro volume da série As Crônicas Lunares, que chegou ao concorrido ranking dos mais vendidos do The New York Times, a autora está de volta com mais um conto de fadas futurista. Scarlet, segundo livro da saga, é inspirado em Chapeuzinho Vermelho e mostra o encontro da heroína ciborgue que dá nome ao romance anterior com uma jovem ruiva que está em busca da avó desaparecida. Em uma trama recheada de ação e aventura, com um toque de sensualidade e ficção científica, Marissa Meyer prende a atenção dos leitores e os deixa ansiosos pelos próximos volumes da série.

Eu já contei por aqui o quanto gostei de ler Cinder, primeiro livro da série. Corri para ler Scarlet também e estou esperando ansiosa o lançamento de Cress!

Embora cada livro tenha uma personagem em evidência, elas não "se eliminam", então, neste livro, permanece a perspectiva da Cinder na história que culmina com o encontro das duas protagonistas.

O foco aqui é Scarlet, que mora no "front europeu" dessa sociedade (Cinder morava no Oriente). Ela mora com a sua avó num vilarejo, onde as duas produzem verduras para a população. Sua avó sumiu, foi sequestrada e ela vai em sua busca. No caminho, ela conhece o Lobo.

Eu gostei mais de ler sob a perspectiva da Scarlet do que da Cinder e gostei da divisão de capítulos entre as personagens. Isso acabou tornando o livro mais cheio de ação, já que com duas histórias se desenvolvendo ao mesmo tempo, a cada capítulo há bastante história para desenvolver.

Também, cria uma curiosidade incrível, pois, como são vozes intercaladas, você quer ler cada vez mais rápido para chegar na solução da outra personagem.

Eu gosto muito do mundo em que se passa essa história, nas divisões que ele tem e a tecnologia fantástica deles. Também gosto dos "vilões da lua", que neste livro estão mais próximos ainda, com a vinda da rainha para a Terra.

Também gosto do aspecto político bem sutil da história, que embora presente, pode passar batido para o leitor mais desatento. Estou louca para saber o que vai acontecer e o que aconteceu, como que se passou essa trama conspiratória governamental que envolve as personagens.

Lendo a sinopse de Cress, eu acho que dá para perceber quem vai ser a nossa Rapunzel, com base no que já foi dito até essa altura da história. Quero muito saber como ela se encaixa nisso tudo. Chega logo, Cress!


E você? Já leu? Deixe sua opinião nos comentários!
Siga o blog!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha | Papillon - Henri Charrière

Editora: Bertrand Páginas: 728 Estrelas: ✬✬✬✬ Skoob Publicado originalmente em 1969 com o título de Papillon

Charriere, condenado à prisão perpétua por um assassinato que não cometeu, foi um dos poucos que conseguiram fugir da Ilha do Diabo, presídio localizado na floresta impenetrável da Guiana Francesa, onde os presos pagavam por seus crimes sofrendo degradações e brutalidades. No livro, ele relata como foi acusado, fala de seu martírio ao longo dos anos de confinamento, além da corrupção entre os guardas e como planejou sua fuga cinematográfica. Quando publicado na França, “Papillon” foi alvo de grande controvérsia. Nunca se soube ao certo se os acontecimentos narrados de fato ocorreram com o autor, como ele alega – o que faria do livro um romance autobiográfico –, ou se a trama é fruto de sua fértil imaginação. “Papillon” é um dos relatos mais impressionantes e realistas de toda a literatura, um feito incrível de engenhosidade humana, força de vontade e perseverança. A história de um …

Top 5 | Livros Apaixonantes

Amanhã é dia dos namorados, por isso, sugiro leituras apaixonantes, que aquecem o coração, seja por seus personagens marcantes ou pelo romance do livro. São livros que li recentemente e que saltaram à mente quando pensei nesse tema.

Leituras da Semana #42

Nessa semana tirei do caminho um calhamaço de 800 páginas, Outlander - A viajante do tempo. Que livro bom, envolvente, da categoria é grande, mas é rapidíssimo de ser lido.

Conta a história de Claire, que vive em 1945, salvo engano. Ela é casada, mas passou afastada do marido graças à guerra, quando serviu de enfermeira. Eles estão finalmente indo construir um lar quando, num monumento escocês, um agrupado de pedras bem estranho, ela volta no tempo e reaparece 200 anos antes, na época dos clãs escoceses.

Lá, ela é obrigada a construir uma nova vida, pelo menos até que consiga voltar para o seu próprio tempo. Só que ela acaba envolvida numa outra guerra, e suspeitam que ela seja uma espiã inglesa. Bom, aí a vida complica. Mas ao mesmo tempo, ela conhece Jamie ♥ e até que não fica tão difícil assim viver sem banhos quentes.

Gostei muito do livro, acho que ele é super abrangente em temáticas, tem diálogos interessantes e engraçados e por mais que seja longo, as páginas foram bem explorad…